Nesta sessão você encontra, teses, textos, vídeos, matérias desenvolvidas pelo Centro de Estudos do Balé e outros materiais.

Zélia Klauss.png

O Movimento como Fundamento da Comunicação: experimentos de improvisação em dança

por Zélia Monteiro

O objetivo desta dissertação de mestrado é pesquisar como a improvisação em dança pode complexificar os modos como o corpo se comunica, na medida em que desestabiliza padrões de movimento/pensamento, criando procedimentos...

MM.png

Documentário Maria Meló e o Método Cecchetti: a maestria na arte de ensinar balé

por Núcleo de Improvisação e Portal MUD

Maria Meló (1911 -1993) chegou ao Brasil nos anos 50 e trouxe consigo a metodologia de ensino de seu maestro, Enrico Cecchetti (1850-1928), com quem estudou no Scalla de Milão. Este documentário, realizado pelo Núcleo de Improvisação com o apoio do MUD – Museu da Dança, é antes de tudo uma homenagem a grande mestra de balé D. Maria Meló. Busca tornar público informações sobre ela e... 

Z1.png

A Singularidade de um Fazer-Dança: vestígios entre a cena e a formação em dança na trajetória de Zélia Monteiro

por Flávia Scheye Spirópulos

Esta dissertação procura tratar da obra de Zélia Monteiro, traçando um amplo panorama de sua atuação, propondo uma discussão acerca das relações imbricadas entre texto e cena e suas conexões na cena contemporânea, principalmente na cidade de São Paulo, desde o início dos anos 1980 até os dias de hoje.

A Abordagem de Zélia Monteiro no Ensino do Balé

por Flávia Scheye Spirópulos

Este artigo discorre sobre o trabalho pedagógico de Zélia Monteiro, principalmente no âmbito do balé clássico. Criadora, bailarina e professora de dança, Zélia coordena o Centro de Estudos do Balé
(CEB), organização da qual faço parte desde sua concepção, que tem como um de seus objetivos manter uma discussão acerca da pertinência do ensino do balé clássico nos dias de hoje...

A Abordagem Singular de Zélia Monteiro

por Flávia Scheye Spirópulos

O artigo pretende apresentar o modo como a artista Zélia Monteiro
vem desenvolvendo seu trabalho com dança, apontando que sua
abordagem se configura a partir de um pensamento estético que se
desdobra nos ambientes de criação, cena e pedagogia de forma codependente e coimplicada.

matéria.png

Balé só para Maiores

por Marcela Rodrigues Silva

Coisa de menina? Não para elas. Mulheres adultas encaram collant e sapatilhas pelo simples prazer de dançar. E ainda malham o corpo. (matéria do Estadão)

Capa árvore genealógica.jpg

Árvore Genealógica

por Zélia Monteiro

Árvore Genealógica dos mestres de balé.

corpo de baile.png

Corpo de Baile

por Iara Biderman

Adultos procuram aula de balé em busca de prazer e de benefícios físicos como melhora da força muscular, do equilíbrio e da flexibilidade. (Folha de São Paulo)

Design sem nome.jpg

Considerações sobre o ensino do balé 

por Zélia Monteiro

Há quase 40 anos ensino balé para crianças, adolescentes e adultos, através de uma proposta pedagógica fundamentada na percepção do corpo como principal processo para aquisição da técnica...

Sobre o balé clássico:
o que devemos jogar fora?

por Juliana Moraes

A dança se faz presente em minha vida desde os 6 anos de idade.
Quando fiz 17 entrei no curso de dança da UNICAMP (Universidade
Estadual de Campinas) e dos 21 aos 24 estudei no Laban Centre de
Londres. Ao retornar ao Brasil, precisei reorganizar minhas
expectativas e encontrar um caminho que desse conta de meus
anseios criativos e ...

Dicionário do Balé

por American Ballet Theatre

capa the librery.png

Traité, Elémentaire, Théorique et Pratique

por Carlo Blasis

Título completo Traite elementaire, theorique et pratique de l’art de la danse: contenant les dveloppemens, et les dmonstrations des principes generaux et particuliers, qui doivent guider la danseur. (livro em francês)

Suzana b.png

Não é tarde! Balé para terceira idade

por Suzana Bayona

O balé é uma dança que habita o imaginário de mulheres de todas as idades. Se por um lado, causa encantamento, por outro, é comum imaginar que somente pessoas muito jovens possam aprender. Mas não é tarde! Destinado à terceira idade, tem como foco a iniciação ao balé clássico associado à consciência corporal. Um aprendizado cuidadoso, sensível, respeitando os limites de cada aluna. Proporciona alongamento, postura, flexibilidade, atenção, ritmo e aprimoramento técnico.